Páginas

Prévia das eleições na Escola Cônego Leitão. Quem será o novo diretor da escola?

domingo, 2 de fevereiro de 2014

PARABÉNS CALOUROS 2014!

A E.E.E.F.M. Cônego Leitão parabeniza todos os nossos alunos e ex-alunos aprovados nos vestibulares 2014.
Que sejam todos muito felizes e bem sucedidos na nova carreira/preparação profissional.
Parabéns e felicidades a todos!

Que Deus os abençoe sempre.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

“EU, Vinícius e o Amor”



“Chega de Saudade,
Vinicius de Moraes e Tom Jobim”

Em 19 de outubro de 1913 nascia o mote desta noite. Hoje, 14 de junho de 2013 (de forma antecipada posto que a reforma da escola se aproxima), a E.E.E.M. Cônego Leitão, com um Sarau, comemora o centenário de nascimento do poeta Marcus Vinicius da Cruz de Mello Moraes: simplesmente Vinicius de Moraes. O Sarau foi realizado na concha acústica da Praça da Bandeira; organizado por uma equipe de professores e alunos da escola Cônego Leitão, oferecido como presente à comunidade castanhalense e a Vinicius como celebração de amizade.
Para ele, a amizade era o que nos fazia seres humanos: era impossível passar sem amigos. Nesta noite todos os que participaram, mesmo que desconhecendo o poeta, tornaram-se seus amigos. Lembrar também é prova de amizade. Nesta noite dissemos: chega de saudade, como em sua música. Canções foram cantadas, poemas ora declamados ora vivenciados, aplausos, satisfação do público. Tudo foi realizado de forma singela, descontraída, amadora, livre; exatamente como fora a vida de nosso homenageado.
Vinicius além de poeta foi músico, melodista, advogado, diplomata, coautor da Bossa Nova e, principalmente, amador. Amou perigosamente nove mulheres. Segundo Tônia Carrero: “Vinicius era capaz de tudo, qualquer baixeza para conquistar uma mulher”. Não era simplesmente para conquistar, mas sim para ter novamente a chama que alimentava a poesia dele: chamada de paixão. Talvez por isso casou-se nove vezes: buscando uma paixão eterna. Muitos não o compreendendo o chamaria de libertino posto que ele trocava de mulher com frequência. Porém, não era assim. Ele buscava o que o seu verso traduzia (que seja infinito enquanto dure), e quando uma mulher não era mais capaz de despertar a paixão nele, a relação chegava ao fim. Com muito sofrimento, até outra mulher despertar-lhe uma nova paixão que ele empenhava-se por viver loucamente. Essa característica explica tanta poesia de cunho amoroso; algo difícil de imaginar em um homem simploriamente devasso e leviano. Aliás, os amigos íntimos para debocharem do fato de tantos casamentos assim cantavam:
Se eu tivesse, se eu tivesse muitos vícios...
O meu nome, o meu nome era Vinicius...
Se esses vícios fossem muito imorais...
Eu seria o Vinicius de Moraes.

Essa vertente, de sua poesia e música, foi a mais lembrada pelos alunos da Escola Cônego Leitão. Nossos alunos, durante as apresentações, conseguiram sensibilizar os mais profundos sentimentos da plateia, enfim, remoçaram a poética de Vinicius. Foi uma noite linda. Com este Sarau terminamos o semestre; e damos prosseguimento a uma tradição de apresentações culturais iniciada com a CONARTE.

  

  Por prof. Marcos Roberto
Aprecie nas fotos.

quinta-feira, 13 de junho de 2013

“EU, Vinícius e o Amor”



A E.E.E.F.M.”Cônego Leitão” promoverá na próxima sexta-feira, 14/06/2013, um evento em homenagem ao Centenário do poetinha Vinícius de Moraes com o tema “Eu, Vinícius e o amor”. A atividade acontecerá na Concha Acústica, da Praça da Matriz a partir das 19:00h. Muita música, declamação de poemas, exposição e “banho” de cultura.
“Que seja eterno enquanto dure”.

terça-feira, 21 de maio de 2013

PACTO PELA EDUCAÇÃO! PARABÉNS A COMUNIDADE DA ESCOLA CÔNEGO LEITÃO...!!!...



Sábado, 18 de maio de 2013, a classe estudantil juntamente com os servidores, professores e a direção da Escola Cônego Leitão, saíram às ruas para participar da programação do Pacto pela Educação. Isso é um comportamento saudável, bom para todos. Sabemos que adotar um modo de vida mais sustentável é um processo custoso e até demorado, missão árdua. Antes de tomar alguma decisão, o cidadão sustentável deve avaliar se isto é realmente bom para si mesmo e para a coletividade. Pensemos no bem-estar de todos como o pressuposto fundamental para a existência em sociedade. Os pais devem ensinar essa postura diariamente a seus filhos, através da educação ambiental de cada ação, pois isto será sedimentado gradualmente na família, no trabalho e na escola.
Atividades como ler revistas, jornais, livros, buscar dados e ideias que possam reduzir impactos ambientais, são ações que proporcionam bem-estar a si próprio, a sociedade e ao planeta.
A mudança da postura pessoal passa necessariamente pela política. Se todas as determinações ao nosso redor dependem do que é decidido nos três poderes das democracias modernas, ajudar a decidir é fundamental. Ser um militante da causa ambiental é exercício de cidadania. Portanto, fizemos nossa parte, sustentamos o desejo do projeto ser realizado, e, aguardamos o real PACTO, pois pelo seu sentido original, significa ajuste, acordo, combinação, contrato.
Castanhal, Pa
C@ncio

Veja!
REUNIÃO ENTRE OS SEGUIMENTOS DA ESCOLA

CAMINHADA NO CENTRO DA CIDADE
PLANTAS ORNAMENTAIS

RECICLAARTE
RECICLAMODA

SABOR E ARTE